Ushuaia, porto, Argentina, roupa ideal para o inverno, Patagônia, Ushuaia Sob Medida

Sua viagem dos sonhos para aproveitar o inverno gelado no Fim do Mundo está chegando! E você, claro, deixou para a última hora as compras de roupas apropriadas para o frio… E você se pergunta, afinal, “Com que roupa eu vou?” Não se preocupe, a gente explica tudo pra você! 😉 Veja aqui as nossas dicas da roupa ideal para o inverno na Patagônia!

Se em lugares no Brasil a gente fica no “tira casaco, põe casaco” para entrar e sair dos lugares… Saiba que em Ushuaia e em toda a Patagônia esta será a regra várias vezes ao dia! Do lado de fora vento cortante, para quase sofrer um choque térmico ao entrar em lugares com calefação. Então, é importante saber quais as camadas certas para não sofrer com o frio e ainda não levar coisas a mais – ou desnecessariamente caras. Aqui, portanto, vão dicas que podem, inclusive, ajudar você a economizar na hora de fazer as malas!

A SEGUNDA PELE

Esta é a camada mais importante, porque a gente quer focar no casaco pesado e esquece… É a roupa que vai em contato direto com a pele, portanto, a primeira camada (de um total de três!). Aqui são duas as informações que você precisa levar em consideração na hora de comprar sua peça:

  1. Tem que ser justa no corpo! Lembre-se, você vai usar ainda bastante roupa por cima… Recomenda-se, portanto, uma peça mais justa, que facilite o manuseio dos outros itens e, principalmente, evite formar aqueles bolos desconfortáveis de pano!
  2. Dry-fit é ideal para esportes, mas até mesmo algodão vai bem. A opção do dry-fit é importante caso você esteja programando se exercitar bastante, com trekkings e esqui, por exemplo. O dry-fit não absorve suor, evitando que você resfrie o corpo. No caso de algo mais tranquilo, as segundas peles de outros tecidos, especialmente as de algodão, são boas (e bem baratinhas!). Há, até mesmo, segundas peles para motoqueiros E, claro, mangas compridas, ok?

Aliás, estas dicas valem também para calças segunda pele!

Exemplo de segunda pele.

A SEGUNDA CAMADA

Esta camada é importante, garantirá o conforto térmico necessário quando dentro de ambientes fechados, ao mesmo tempo que mantém o seu corpo aquecido do lado de fora. Recomenda-se os casaquinhos de fleece, que lembra a textura dos agasalhos flanelados. Você vai encontrar de 3 tipos. Indicamos para vocês aqueles que se encaixam melhor em cada situação!

  • Inteiramente fechado, sem zíper: são os mais baratos, mas ao mesmo tempo os mais “complicados” de manusear. A calefação em alguns lugares podem fazer a temperatura subir significativamente. Além disso, se você estiver praticando exercícios como trekking ou esqui, o corpo naturalmente se aquece! Daí, por não ter zíper, você pode estar preso ao calor dentro de sua roupa!
  • Meio zíper: estes já dão uma certa liberdade para você ajustar a roupa à temperatura que seja mais agradável. Para quem está em movimento, é suficiente; para ambientes internos, talvez ainda dê aquela vontade de ficar mais à vontade.
  • Zíper completo: está é, sem dúvida, a opção mais completa. Pode abrir o zíper por inteiro em ambientes fechados pode ser a diferença que fará com que você se sinta muito mais confortável.

É possível encontrar, também, opções que são coletes! Estes se adaptam melhor a dias de não muito frio.

Modelos de fleece: meio zíper, zíper completo e colete.

A TERCEIRA CAMADA

Aqui moram os preços absurdos de casacos caros demais… A boa notícia é que, normalmente, não precisa de tanto! Você já está com a segunda pele e a segunda camada garantindo conforto térmico. O fator primordial da terceira camada é, principalmente, o… VENTO!

Assim, corra atrás de casacos impermeáveis que sejam corta-vento. Por incrível que pareça, os de pano, recheados com pelos felpudos, apesar de serem os mais caros (muito mais caros, por sinal), não são os mais recomendados. Você encontra boas opções a partir de menos de duzentos reais em lojas de artigos esportivos. E, óbvio, tem que ter capuz!

Jaquetas de penas corta-vento são excelentes e mais baratas.

E CALÇA IMPERMEÁVEL?

Se você não vai esquiar, ou seja, DESLIZAR na neve, não é necessário ter uma calça impermeável (que seria a terceira camada para as pernas). Muita gente faz os passeios de jeans (não esqueçam em hipótese alguma da segunda pele!), ou com calças com material mais quente (ou que corte o vento). Isto é válido mesmo para os trekkings – se você não se importar de sujar um pouquinho a barra da calça, claro.

Além do mais, os dias são, em sua maioria, claros e de sol. Quando neva, é uma queda suave e que não vai encharcar sua roupa. Em dias de nevasca muito severa, quando uma calça impermeável poderia fazer diferença real, sequer se aconselha que se saia na rua…

E A BOTA?

O único requisito para a sua bota é que ela seja IMPERMEÁVEL. Nem chance de não ser, é item obrigatório! Garanta a bota impermeável e o passeio vai ser confortável o suficiente. Em linhas gerais, o contato com a água será apenas no nível dos pés – até por isso a não necessidade de uma calça impermeável, a não ser em casos de esqui, quando a neve pode escorrer para dentro de seus pés, o que seria TERRÍVEL.

As seções das lojas de artigos esportivos separam botas para neve e botas para trilhas. Em ambas você poderá comprar calçados impermeáveis. Verifique ambas as seções antes de se decidir. Além do mais, as botas para trilha para são mais confortáveis para trekkings e caminhadas longas que as botas de neve. Ademais, é mais provável que você já tenha uma bota de trilha em casa… Eu tinha e economizei um bom dinheiro!

Bota para trilha e bota para neve, ambas impermeáveis.

O QUE MAIS?

Luvas impermeáveis são item obrigatório para quem vai ter contato direto com a neve ou com ventos muito fortes. Hoje há boas opções de luvas com bom isolamento térmico e até com sensibilidade nos dedos para manusear o celular! As luvas de pano têm uma porosidade muito alta e acabam causando bastante frio. Evite-as! Leve duas luvas em sua mala: uma menor e mais confortável se não for lidar DIRETAMENTE com a neve, e outra mais pesada, se for brincar com a neve!

Gorro é muito importante. Até mais de um – já cheguei a perder 2 gorros em uma mesma viagem! Não economize nas meias! Leve várias! Se você é daqueles que sente muito frio, leve compridas meias grossas de lã que vão esquentar bastante! Guarde espaço na mala também para cachecol e um óculos de sol. Como os dias serão quase sempre ensolarados, garanta embarcar com um protetor solar.

Ah! E aqui vai a maior dica de todas, de algo que a gente quase sempre deixa de lado: MANTEIGA DE CACAU. O frio fará os seus lábios racharem! Tenha em mãos algum produto que hidrate sua boca. Você usará o tempo todo!

Gorro, luva, meia e cachecol são imprescindíveis.

E você?
Que tal aproveitar Ushuaia e a Patagônia do melhor jeito: o SEU?

Entre em contato com a gente!

Siga nas redes sociais!

@ushuaiasobmedida

3 Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário